terça-feira, 26 de maio de 2015

Movimento literário da geração 65 em debate na UBE

O Seminário de Historiologia Pernambucana, organizado pela União Brasileira de Escritores (UBE), aborda o Cinquentenário do movimento literário geração 65 na próxima quinta-feira (28) às 19h. O evento tem as presenças de Raimundo Carrero, Eugênia Meneses, Myriam Brindeiro e Cláudia Cordeiro e ocorre na sede da instituição no bairro de Casa Forte.

Serviço:
Seminário de Historiologia Pernambucana - Cinquentenário do movimento literário geração 65
Quinta-feira, 28 de maio
19h
União Brasileira de Escritores - Rua Santana, 202 - Casa Forte

3441 7488

LabCEUs premiará 15 projetos de inovação cidadã


A promoção da inovação, por meio de experimentações metodológicas nas atividades de ensino, pesquisa e produção colaborativa são o foco da chamada pública do LabCEUs – Laboratórios de Cidades Sensitivas, que está com inscrições abertas para propostas de ocupação dos Laboratórios Multimídia dos Centros de Artes e Esportes Unificados (CEUs). As inscrições devem ser feitas até o próximo dia 19 de junho. O regulamento completo e seus anexos estão disponíveis no site do LabCEUs (http://culturadigital.br/labceus). 

Ao todo, serão distribuídos R$ 160 mil, para 15 projetos. Os interessados podem optar por inscrever propostas com dois ou quatro meses de duração. Os prêmios serão de R$ 8 mil para a primeira categoria e R$ 16 mil para a segunda. Os projetos inscritos devem dialogar com pelo menos uma das quatro temáticas descritas na chamada pública: Comunicação, Interatividade, Espaços e Território, e Raízes e Tradições. Podem participar do edital brasileiros, com mais de 18 anos, residentes em todo o território nacional.  

O programa LabCEUs, realizado pelo Ministério da Cultura (MinC), através da Secretaria de Políticas Culturais, em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), através do InCiti - Pesquisa e Inovação para as Cidades, pretende fomentar a experimentação de métodos e processos criativos de ocupação dos territórios, podendo envolver iniciativas de criação, pesquisa, formação, produção, difusão, circulação, memória e demais ações que proporcionem interações entre a comunidade e a cidade.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Igor Carvalho faz show na creperia Rouge

Foto: divulgação
O Sonido Projeto apresenta nesta terça (26) o compositor e cantor pernambucano Igor de Carvalho. O artista é conhecido por suas influências da Tropicália, musicalidade regional e inspirações africanas. O evento  será na creperia Rouge, às 21h e os ingressos custam R$ 15.

O artista busca o equilíbrio entre a reflexão social e sua visão de mundo. Ele já gravou dois álbuns; o primeiro EP “Igor de Carvalho” (2011) atingiu a marca de 15 mil downloads e “A TV, a Lâmpada e o Opaxorô” (2014) é recordista de downloads nos sites compartilhados. O último disco foi produzido por Rogério Samico com participações de Lula Queiroga e Moreno Veloso. A compilação está disponível para downloads neste link http://www.amusicoteca.com.br/album/a-tv-a-lampada-e-o-opaxoro

O público que comparecer ao evento vai poder conferir de perto a irreverência cultural do artista com pilares da música afro-brasileira. Seguindo a programação, o produtor e curador Léo Antunes embala a noite com setlist inspirado no universo do convidado. O espaço para música autoral ainda reserva um delicioso menu com promoção para clones de crepes e drinks.

Sonido Projeto – Com objetivo de propagar e disseminar artistas do cenário local com músicas e trabalhos autorais, o Sonido Projeto acontece todas as terças-feiras na Rouge, em Casa Forte. Para o mês de junho, o curador do projeto musical e produtor Leo Antunes está fechando a lista de convidados.  É só aguardar!

Serviço:
Sonido Projeto com Igor de Carvalho
Terça, 26 de maio
21h
Rouge - Praça de Casa Forte, 570
R$ 15,00
Mais Informações:

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Afroeducação no Cinema Recife



houghtworks uma empresa de produtos de sofware promove a primeira sessão Afroeducação no Cinema” com a exibição dos filmes:  “O   Rap   do   Pequeno Príncipe Sebosas”,   de   Paulo   Caldas   e   Marcelo   Luna,   e   “Malunguinho”, de Felipe Peres Calheiros. A ideia central é possibilitar aos participantes uma troca  a respeito  das temáticas e formatos dos filmes, em um bate-papo acerca das contribuições da cultura negra brasileira e do audiovisual como estratégia para a disseminação de valores que estão alinhados à aplicação da Lei Federal 10.639/03. Que torna obrigatório o estudo da História na  Cultura Africana  e também na cultura Afrobrasileira  das escolas brasileiras  nos Ensinos    Fundamental e Médio.


Cinema da Fundação

Rua Henrique Dias, 609, Derby

23 de  maio  

Sáb 11h

3073.6689

Doutores da Alegria apresentam Conta Causos em Olinda

Foto: Leo Caldas
Dos corredores de um hospital, histórias surpreendentes podem surgir. Quem garante são os Doutores da Alegria, que visitam quatro hospitais públicos do Recife duas vezes por semana: Barão de Lucena, Restauração, Oswaldo Cruz/Procape e o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip). Nesta sexta-feira (22), às 19h30, os palhaços da ONG apresentam o Conta Causos, relato encenado das vivências nos hospitais, dentro do projeto “Coisas que se contam nas Olindas: histórias e música”, no Centro de Cultura Luiz Freire (Rua 27 de Janeiro, 181, Carmo). A entrada é gratuita.

Participam da atividade os atores e palhaços Enne Marx (Dra. Mary En), Juliana Almeida (Dra. Baju), Marcelo Oliveira (Dr.Marmelo), Fábio Caio (Dr.Eu) e Luciana Pontual (Dra.Svenza). “É um encontro de palhaços, que contam outro lado do cotidiano de um hospital: as histórias inusitadas, engraçadas, os afetos e encontros. Isso tudo costurado por uma dramaturgia”, comenta Arilson Lopes, conhecido nos hospitais como Dr.Ado.

Entre as histórias que serão encenadas pelos palhaços, relatos divertidos como o encontro no Imip com o garotinho “Zuzé”, um menino de oito anos, portador da síndrome de Down, que era muito paquerador. Quando souberam disso, as palhaças Mary En, Svenza e Baju fizeram de tudo para chamar a atenção dele, “mas o garotinho já foi avisando que era casado com a Zida (enfermeira) e que namorava a Zimone (mãe de outra paciente nossa)”, conta Dra.Baju. Resultado: “Zuzé” deixou as palhaças de coração completamente partido.

Já no Hospital da Restauração, Dr. Eu e Dr. Marmelo se depararam com a pequena “Jô”, que ficou brava, porque tinha medo de machucar os pontos da cirurgia de tanto rir com os palhaços. “A pequena Jô ficou furiosa com a dor que sentiu ao rir do esbarrão dos palhaços na mesa e me xingou mais uma vez de feio, dizendo que o Dr. Marmelo era bonito. E teve gente até que concordou! Fiquei furioso e ela começou a rir da minha fúria. E Jô xingava, chorava e ria, tudo assim ao mesmo tempo!”, relembra Dr. Eu.

Serviço:
Doutores da Alegria apresenta Conta Causos
Sexta-feira, 22 de março
19h30
Centro de Cultura Luiz Freire
Rua 27 de Janeiro, 181, Carmo - Olinda
Gratuito
Informações: (81) 3466-2373
*Fonte: assessoria de imprensa do evento

12ª edição do Recife de Coração nos Bairros será neste domingo (24) na Várzea

Esta é a segunda vez que o projeto chega à Várzea, levando atividades de lazer e serviços diversos para toda a família

Neste domingo (24), a Praça Pinto Damaso, mais conhecida como Praça da Várzea, na Zona Oeste da cidade, recebe pela segunda vez o Recife de Coração nos Bairros. O projeto que segue para sua 12ª edição é realizado pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo e Lazer, e garante uma programação especial para toda a família, das 10h às 17h. São diversas apresentações culturais, brincadeiras, atividades esportivas, além de serviços diversos ofertados de forma gratuita.

Para a criançada vai ter pula-pula, camas-elásticas, piscina de bolinha, peteca, tobogã e jogos de tabuleiro como dominó e damas. Ainda no polo infantil, para celebrar a 1ª Semana do Bebê do Recife, serão oferecidas atividades lúdicas e educativas para crianças de 0 a 6 anos. Vai ter contação de histórias e dicas de higiene bucal e orientação para pais e responsáveis sobre primeiros socorros e alimentação saudável.

Opções não vão faltar para quem quiser praticar atividade física. No polo esportivo vai ter slackline, vôlei, handebol, badminton, futebol de barrinha, futevôlei, futetênis, basquete e skate.

Dentro da programação cultural vai ter apresentação do Bloco Lírico Flores do Capibaribe, Chik e Banda, Bloco Samba Sabaré em Folia, Abissal e o Maracatu Várzea do Capibaribe Abissal e Lia Morais. Uma feira de artesanato local também vai estar à disposição dos visitantes.

A população contará ainda com um polo de serviços que vai oferecer uma central do cidadão com emissão de carteiras de trabalho. Na central de saúde, terá aferição de pressão e mamografia (para mulheres com idades entre 50 e 69 anos, mediante apresentação do cartão do SUS, RG e comprovante de residência). O espaço oferece também dicas sobre saúde mental, doenças crônicas, orientações sobre hanseníase e tuberculose.

Forró na Caixa apresenta tradicional baile de rabeca neste sábado (23)

O grupo Forró na Caixa anima o Fim de Tarde
Foto: divulgação
Grupo promove brincadeira de música e dança na Casa Astral,
no Poço da Panela

O grupo Forró na Caixa traz mais uma vez para a Casa Astral o seu repertório gêneros regionais da música popular brasileira, recheado de cavalo-marinho, sambas, coco, arrasta-pé, baião e xote entre outros ritmos.  A apresentação acontece neste sábado (23), a partir das 17h,  e promete contar com muita animação e dançae. A entrada custa R$ 10.

O Forró na Caixa surgiu em junho de 2012, do encontro entre músicos integrantes do Sagaranna  e do Trio Só Nós Três, com o desejo de fazer uma brincadeira de música e dança aos moldes dos tradicionais bailes de rabeca. A banda é formada por Thiago Martins - Rabeca e voz principal; Rodrigo Samico - Baixo e voz, Ju Valença – Percussão e voz; Rodrigo Felix – Percussão e voz; Frank Sosthenes – Percussão e voz.

O estilo musical é inspirado nas bandas do Movimento Manguebeat, Mestre Ambrósio e Chão e Chinelo e também no forró contemporâneo da banda Quarteto Olinda. O show conta com releituras de clássicos da música popular e interpretações da música de tradição oral, transformadas em diferentes ritmos com destaque para a tradição da rabeca e dos rabequeiros da Zona da Mata Norte de Pernambuco, especialmente do Forró de Rabeca do Mestre Luis Paixão e do Cavalo Marinho.

Serviço:
Fim de Tarde com Forró na Caixa
Sábado (23)| a partir das 17h
Casa Astral - Rua Joaquim Xavier de Andrade, 104 - Poço da Panela

R$ 10